16 de março de 2008

Editorial

Este blog tem o objetivo de auxiliar todos aqueles que estão cansados de uma vida de buscas sem sentido, sem valor real e verdadeiro, e que desejam conhecer as eternas verdades da vida, através de caminhos que comprovem a origem e a essência do nosso ser, trazendo-nos uma consciência plena do real sentido de nossa existência.

Percebemos, que a humanidade caminha no sentido contrário ao que está proposto pela intenção divina, no momento da criação, o que pode ser claramente constatado, pela atual condição humana. Entretanto, essa mudança só é possível, quando aquele que busca as coisas de fora, desista de fazê-lo e se volte para dentro de si mesmo, passando então, a vislumbrar um mundo de riquezas, de valor incalculável e que preencherá todas as suas necessidades de ordem espiritual, transformando uma vida de ilusões em verdade de si mesmo. Porém, para isso é preciso trilhar essa estrada, com perseverança, pois haverá muitas correntes contrárias, tentando impedir que o postulante consiga alcançar a meta, mas, uma vez rompidas as barreiras, a recompensa é tremenda e indescritível.

Inicialmente, para que possamos ter um entendimento claro do tema, sugiro uma frase de René Descartes - "Para chegarmos à verdade, é preciso, uma vez na vida, nos desligarmos de tudo que aprendemos, e começar tudo de novo”. Naturalmente, minha intenção não é convencer e nem converter ninguém, apenas trazer o leitor à reflexão, e a partir daí uma evolução no conhecimento do ser. Acredito que, uma vez conhecido, é inevitável que haja uma transformação, que pode ser alcançada, primeiramente, através da compreensão e posteriormente, uma mudança de foco fará do estudante, um meio em si próprio, levando-o a vislumbrar as possibilidades existentes. Também, para isso, é preciso estar com a mente aberta para entendermos as orientações dos textos sagrados, como por exemplo: “Não atentemos nós nas coisas que se vêem, mas nas que não se vêem; porque as que se vêem são temporárias, e as que não se vêem são eternas”. 2 Cor. 4:18. Infelizmente, a nossa tendência é de atentar para as coisas que se vêem, mas, como já disse o Senhor Dalai Lama, "a motivação da nossa vida é a felicidade", não uma pseudofelicidade, que vem e vai, mas uma que é inata e permanente em todos nós, como um diamante, mas, que foi coberto por uma crosta de poeira, que foi lançada pelo tempo e pelo ego, sendo apenas necessária a remoção da sujeira que a encobre, para que possa ser vivida.

Estarei postando periodicamente, para que possamos caminhar juntos no objetivo das novas descobertas e do crescimento. Obrigado pela audiência de todos. []


2 comentários:

marcos gualberto disse...

é muito interessante o sabor que tem as coisas ditas com simplicidade e amor, senti isso a primeira vez que li as coisas que você escreve e tudo aquilo que você meu amigo Fumachu coloca tanto aqui como na comu,quero continuar me surpreendendo, com sua sensibilidade e sabedoria.

FUMANCHU disse...

Olá Marcos, obrigado pelas palavras, pelo acesso e por ser o
1º seguidor do blog. Sempre que eu ler algo interessante, estarei postando aqui, para divulgar a mensagem de nosso mestre Ramana e de outros que tb a ensinam e poder ajudar a todos que a lerem para que possam alcançar a percepção de um novo horizonte.
Namastê